Conheça as novas tecnologias de depilação!

Você ainda se depila usando ceras quente ou fria ou aparelhos manuais e elétricos? Então é bom se acostumar a ser uma minoria cada vez maior!

Cada vez mais mulheres descobrem o conforto e a eficiência das tecnologias desenvolvidas para depilação. São processos não invasivos, que tem uma taxa de sucesso muito maior e sem todo o trabalho que os processos tradicionais dão!

E quando falamos de tecnologia, também falamos de evolução: sempre surge algo novo, que traz uma forma diferente de tratar de um problema e sem desqualificar a tecnologia que conhecemos até então.

Ou seja, as opções aumentam. Conheça as novas tecnologias de depilação e cuide da sua aparência com mais conforto e eficácia!

01 – Depilação a laser de diodo

O laser diodo é uma luz que emite uma energia que é absorvida no pelo e por transmissão ela vai até as células responsáveis pelo crescimento dele e impede que ele volte a se reproduzir.

Não é prejudicial à saúde, pois o equipamento tem um sistema de refrigeração que protege a pele durante o procedimento. Esse laser é atraído por pelos mais grossos e escuros. Atualmente, a depilação a laser de diodo pode ser usada por todos os tipos de pele, mas é fundamental questionar o profissional a respeito, pois isso só é possível por uma tecnologia mais avançada – a anterior não era recomendada para peles morenas e negras.

02 – Fotodepilação

Este procedimento é feito por um equipamento que emite luz intensa pulsada, que destrói as células germinativas do pelo, de forma que ele só voltará a crescer se essas células se regenerarem – o que pode levar meses, anos ou nunca mais acontecer.

A luz intensa pulsada não age apenas na melanina, como nos métodos a laser, mas também no tecido ao redor. A Fotodepilação pode ser usada em todos os tons de pele porque é possível graduar para se adaptar ao fototipo da pessoa.

O procedimento é indolor, e a pessoa pode ter a sensação de leves fisgadas enquanto a luz intensa pulsada é aplicada. São necessárias, em média, 6 sessões e os primeiros resultados já surgem após as 3 primeiras.

03 – Depilação a laser alexandrite

Este procedimento segue o mesmo princípio da depilação a laser de diodo, mas com uma diferença: o comprimento da onda é 133% mais absorvido pela melanina do pelo.

Isto permite depilar pelos mais claros e finos, causa menos dor e possui um sistema de refrigeração a gás, que reduz muito as chances de queimaduras e é mais confortável para o paciente.

São necessárias de 5 a 6 sessões em intervalos de 30 dias. Cada sessão dura 20 minutos e são necessárias 3 sessões por ano para manutenção após o fim do tratamento.

Mas se você preferir se depilar em casa…

Sim, você decidiu depilar-se em casa com um dos métodos tradicionais. Então é importante ter alguns cuidados não só para evitar efeitos como obter melhores resultados.

  • Use um gel à base de substâncias calmantes, como camomila, calêndula e sálvia após a depilação;
  • Após depilar-se, opte por usar roupas leves para evitar o atrito e traumas com a área ainda sensível;
  • Antes de depilar-se, faça uma esfoliação;
  • Muito cuidado com a temperatura da cera, caso escolha esse método;
  • Jatos e compressas de água fria evitam o incômodo após a depilação, porque contrai os poros;
  • Use protetor solar após depilar-se para evitar manchas.

Deixe uma resposta